quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Faz falta umas rodinhas nos pés

Finalmente consegui entrar num lugar com internet na cidade do México. É muita coisa pra ver em muito pouco tempo. Aviso aos navegantes: quem quiser visitar as pirämides de Teotihuacan (foto), tem que aproveitar enquanto ainda resta algum gaz porque o negócio é punk. É muita escada pra uma candidata a "velhinha" como eu. E olha que nao fumo; só bebo minhas cervejinhas. Entrei nun cyber, mas nao tem café (acho que nao existe o acento "til", portanto, vocës verao algumas palavras diferentes. E por falar em café, descobri aqui que o café do mineiro é um expresso perto do café mexicano. Sabe aquele velho e bom chafezinho?

Ando me deliciando nos mercados aqui da Cidade do México. Sao incríveis. Tem de tudo e reflete o que o mexicano cozinha e come em suas casas. Tem muitos "moles" que sao usados nos molhos e um monte de tipos de pimentas. Todo prato vem com pimenta. Já experimentei alguns tipos. Até agora o tal de Montezuma nao se vingou em mim. Dizem os moradores daqui que é no estado de Oaxaca que tudo é muito apimentado. Um deles me disse ontem: "No sé como lo aguentan!". Só nao ri por educacao.

Emocao mesmo é entrar na casa da Frida e ver de perto a cama, aquela onde ela viveu boa parte de sua vida e fez parte de seus trabalhos. A casa tem a cara dela. Muitos objetos e cores do México. Um jardim grande e espacos amplos pra receber os amigos. A casa fica numa cidadezinha chamada Coyoacan, perto da cidade do México, e tem a cara da nossa Embu das Artes. Os murais do Diego merecem um post a parte.

Na proxima parada conto um pouquinho mais. Agora vou bater perna.

3 comentários:

Patty Diphusa disse...

Uauuuuu. Notícias da andarilha, enfim. Como não poderia deixar de ser, aproveitando todas as portinhas, lojinhas, degraus e lugares históricos do México. Querida, ainda tem muita coisa boa pela frente, aproveite.

Aurora Boreal disse...

Minha amiga,
Este tempo é todo seu, portanto, desfrute.
Terá muito tempo para partilhar com os amigos (estamos com sôdade sim, mas certos do encantamento que as cores, os sabores, as sonoridades mexicanas têm lhe proporcionado neste teu tempo mexicano) quando retornares.
Ah, entre as escadas de Teotihuacan e as pimentas, eu fico com as escadas de todas as pirâmides mexicanas!
Besitos,
Aurora Boreal

andarilha disse...

Tô aproveitando mesmo. Chega uma hora que vocë desiste de tentar entender o que quer dizer cada coisa do cardàpio, entáo relaxa e come o que vier (quase tudo!). Depois algum tempo vocë começa a pedir a velha e boa batata frita, a carne cozida, o frango grelhado etc. `Só pra coisa parecer um pouco familiar!