terça-feira, 29 de janeiro de 2008

As aparencias enganam

O lado bom e o lado ruim de uma viagem é a hora da fome. Afinal, o que e onde comer? Ontem a noite aceitei a sugestão da Pilar, dona da Casa dos Sabores, onde estou, e atravessei a rua pra engrossar a turma que esperava por uma tortilla na rua. Recebi a "senha" numero 30 (estavam chamando a numero 6!). Duas senhoras colocam uma espécie de churrasqueira na calcada depois das 9 da noite e atendem a dezenas de pessoas que saem do trabalho ou estão indo ou voltando da balada. Sao tortillas enormes que elas besuntam com molho (picante ou nao) e pasta de feijão e acrescentam repolho fatiado bem fininho e queijo de Oaxaca desfiado. Elas são dobradas e colocadas diretamente sobre o carvão. Pra acompanhar, pode ser bife ou linguica que elas tambem jogam direto no carvão. O gosto é muito, muito bom.

Outro dia estava andando pela Central de Abasto e fiquei na maior duvida se devia ou não comer por ali, afinal, a aparência das bancas de comida não era nada boa. Bem, a fome era grande e me lembrei de uma dica do Antony Bourdain: procure a banca de comida mais cheia e veja se é frequentada por pessoas do local. Foi o que fiz e dei a maior sorte. Comi uns tacos deliciosos e tomei uma sopa muito saborosa. Não sei por que, mas eles chamam a sopa de consome. Quer mais frances que isso? E bem no meio de um mercado mexicano?

É isso ai. Já disse antes que as aparências enganam. E aqui no México isso vale pra quase tudo. Depois conto mais, porque agora bateu a fome e vou atrás de um restaurante chamado La Olla, que é da mãe da Pilar e foi muito bem indicado pela Lourdes Hernandez (da Casa dos Cariris, em São Paulo) que me deu muitas dicas culinárias pra minha viagem para o México.

P.S. desculpem a falta de acentos nas palavras, mas não cheguei a um acordo com o teclado.

5 comentários:

Sig Mundi disse...

Que delícia! Quando se está viajando umas das melhores coisas são as experimentações gastronômicas, e pelo visto você se deu bem!
bjs

Zinia disse...

Miúra, eis que lhe descubro no México, num comentário que é a sua cara. Fiquei com água na boca!

bj

andarilha disse...

ei, zinia, vi o blog do Tiago Araripe, seu irmao. Legal a reediçao do Cabelos de Sansao. Me lembra meus tempos de Vila Madalena. Eu morava numa ruazinha, a Faisao, e eles ficavam na esquina. Eramos vizinhos, mas so nos conhecemos muitos anos depois.
bjs.

andarilha disse...

ei, zinia, vi o blog do Tiago Araripe, seu irmao. Legal a reediçao do Cabelos de Sansao. Me lembra meus tempos de Vila Madalena. Eu morava numa ruazinha, a Faisao, e eles ficavam na esquina. Eramos vizinhos, mas so nos conhecemos muitos anos depois.
bjs.

Redneck disse...

andarilha, isto é fato, a dica. pode ser em sp ou em canudos, no interior da bahia. se você opta pela barraca mais cheia e animada, o babadó é ali. e quando vc fala de comida, dá água na boca. beijo!