segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

25 de Março contra a depressão?

Manter um relacionamento está cada vez mais difícil, atesta uma amiga muito experiente em entrar de cabeça em histórias esquisitas e de sair correndo das boas. São tantas as variáveis a serem consideradas e tantas exigências do dia-a-dia, que as pessoas não estão dando conta. Um dia disse a um amigo que se um homem acompanhasse a mulher e sobrevivesse a uma manhã de compras na rua 25 de março, ele teria passado no teste e estaria apto a enfrentar qualquer parada. E hoje pela manhã, vinha pela rua pensando justamente nisso, no frisson que vira essa época do ano. Mesmo aqueles que não curtem o Natal, acabam sendo contaminados pelos que empreendem verdadeiras maratonas atrás das lembrancinhas e dos presentes. Será que tudo isso é pra fugir da tal depressão de fim de ano?

2 comentários:

Sig Mundi disse...

ola! quanto a depressao nao tenho certeza, mas digo que para o teste nem precisa ser 25 de marco em poca de natal... uma passeada pelo shopping jah basta para saber se a paciencia existe ou nao!
bjs!

andarilha disse...

O shopping é bem light perto da 25 de março e da Zé Paulino: tem ar condicionado se o calor aperta, tem restaurantes se a fome aparece, tem bancos pra sentar se as pernas começarem a tremer, tem choperia se a sede aperta etc.

Zé Paulino e 25 de Março é trash! O limite testado ao extremo! A SPTuris podia vender o roteiro como turismo de aventura. O que você acha?